VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Seja um atendente de farmácia!

Pode ser no centro da cidade ou em uma comunidade distante no interior. Sempre vai ter uma farmácia para atender a população, seja de grande ou pequeno porte. Nossa dica de hoje é para que você seja um atendente de farmácia.

O ramo farmacêutico brasileiro é um dos mais fortes e consolidados do mundo e lá na ponta, nas farmácias, para atender a população com qualidade e responsabilidade, é preciso um bom atendente de farmácia.

Uma profissão ainda mais requisitada em momentos como o que estamos vivenciando, com a pandemia do COVID-19 e a busca da população por medicamentos. Em muitos casos havendo a automedicação, fato que um atendente de farmácia terá que observar e orientar os pacientes para que não façam nada sem prescrição médica. Nessas horas é bom ter uma capacitação na área da saúde, pois um atendimento feito de forma errada pode causar transtornos tanto para o paciente quanto para o estabelecimento.

O Instituto Mix de Profissões disponibiliza em sua grade de cursos o Atendente de Farmácia presencial ou via Store IM, a novidade do momento, onde você pode comprar o curso e estudar na comodidade da sua casa com a mesma qualidade, conteúdo diversificado e credibilidade dos cursos Instituto Mix.

O que faz exatamente um atendente de farmácia?


A profissão de atendente de farmácia vai muito além de apenas atender o cliente que entra na drogaria, o colaborador precisa estar apto para uma série de situações que vamos elencar nesse artigo, você pode acompanhar informações mais detalhadas também em nosso podcast oficial, o IM Cast, no episódio 20: “O que faz um atendente de farmácia?”.

A função de atendente não pode ser confundida com a de um vendedor. Mais do que vender remédios, o atendente tem uma série de outros atributos que são inerentes à sua profissão. Uma dessas atribuições é tentar analisar os sintomas do cliente, perceber qual a sua enfermidade e, a partir daí, ele pode fazer um diagnóstico rápido do que pode estar acometendo o paciente.

Obviamente o atendente de farmácia não tem autorização, nem capacidade, para receitar medicamentos sem prescrição médica, cabe apenas aos médicos receitarem os medicamentos. Ao atendente se restringe a função de observar a enfermidade e orientar o paciente sobre sua possível doença.

Em casos de medicamentos simples como para dor de cabeça, dores musculares, gripes ou resfriados, o atendente pode indicar alguns medicamentos que não precisam, necessariamente, de receituário médico. Suplementos e algumas vitaminas também podem ser vendidas sem prescrição. Nesses casos vale sempre o bom senso.

A relação paciente e atendentede farmácia


Em muitos casos o paciente, ao longo do tempo, acaba tendo uma relação de proximidade e confiança com o seu atendente. O profissional deve estar preparado para sempre apoiar, entusiasmar e dar atenção ao cliente. Pois, seja qual for a enfermidade, o paciente geralmente estará fragilizado emocionalmente, irritado se tiver dor, ou apenas queira uma atenção especial por estar doente.

Um atendimento humanizado deve ser feito em qualquer ambiente comercial, mas em uma farmácia esse procedimento é praticamente “obrigatório”, tendo em vista que o atendente lindará com pessoas e em muitos casos, sensíveis.

Muitas vezes o atendente também terá que orientar o seu cliente a procurar um atendimento especializado se perceber sinais de depressão, ansiedade ou alguma outra enfermidade que possa estar fazendo com que ele, “vira e mexe”, apareça na farmácia.

Importância do curso de atendente de farmácia


Tão importante quanto realizar um atendimento humanizado é saber identificar os medicamentos prescritos e suas fórmulas. Farmácias trabalham com medicamentos de vários laboratórios para que o médico, e o paciente, tenham liberdade de escolha quanto aos preços e outros aspectos observados pelo especialista. Vamos dar um exemplo simples da importância de fazer um curso para conhecer os principais princípios ativos dos medicamentos.

O médico receita um medicamento “X”, que tem o nome específico “X”, que você não conhecia, como atendente de farmácia. Esse nome foi batizado pelo determinado laboratório “Y”, mas você viu que o medicamento “X” tem como fórmula principal o Ibuprofeno, que você aprendeu no curso cujo princípio ativo é indicado para dores, em especial as musculares. Sabendo as principais fórmulas e seus princípios ativos, você rapidamente aprenderá muito sobre os medicamentos e seus respectivos nomes, que variam de laboratório para laboratório.

O mesmo acontece com o Paracetamol, uma substância que serve também para aliviar dores como as de cabeça, musculares e para febre (em alguns casos). Mas, no mercado farmacêutico existem vários nomes diferentes para o mesmo medicamento, Paracetamol.

Farmácia não é UPA!


Em cidades pequenas ou em bairros afastados do centro das cidades, sem uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), sem um Hospital com pronto socorro ou unidades de saúde, muitas pessoas vão até as farmácias em busca de atendimento, com a intenção de ser medicado ou conseguir algum alívio para aquela enfermidade.

Mas a farmácia não pode realizar nenhum tipo de atendimento desse gênero! Algumas funções, simples, são permitidas a farmacêuticos e atendentes de farmácia como aferição da pressão e aferição da temperatura corporal (para ver se não há febre).

Procedimentos específicos como aferição da glicose, em que é necessário usar um perfurocortante (objetos que cortam a pele), ou injeções, que também precisam de perfurocortantes, só podem ser feitos por farmacêuticos graduados ou, de preferência, por enfermeiros.

Um atendente de farmácia não pode aplicar injeções nem realizar nenhum procedimento que seja de competência das unidades de saúde, UPA ou Hospitais. Para entrar nesse vasto e concorrido mercado, mais do que nunca, é fundamental uma certificação, uma qualificação para que você possa saber o que pode e o que não pode fazer enquanto atendente de farmácia.  

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Gestão de Mídias: jovem une tecnologia e evangelização

Quando falamos de internet, ela pode ter muitas funcionalidades e ser usada para os mais variados fins. E para "administrar" todas essas possibilidades, a profissão de gestão de mídias tem despontado como um trabalho cada vez mais necessário no mercado. As empresas que ainda não estão nas redes, não estão ...

Salário emocional: como está o seu?

Quando você é colaborador em uma empresa o salário pode fazer a diferença na sua autoestima, no rendimento do seu trabalho, no ânimo de forma geral de como você realiza a sua atividade. Mas não estamos falando somente de salário "financeiro", nosso foco neste artigo é um outro tipo de ...