VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Construção civil segue em expansão

Devido a todos os acontecimentos com a pandemia, muitos investidores se perguntam: “qual a situação do mercado imobiliário para o segundo semestre de 2020? Devo investir em imóveis? Quais as previsões?”

O segmento imobiliário sempre foi muito importante para o Brasil. O mercado, assim como a população, está ansioso para saber o que esperar do setor da construção civil nesse segundo semestre de 2020. Segundo especialistas do ramo imobiliário, uma conjunção de fatores vai favorecer a compra e venda de imóveis em 2020, a pandemia está entre eles.  

Então a resposta para a pergunta do início do texto poderia ser que o resultado do mercado imobiliário brasileiro deve ser positivo (tímido) em 2020, com resultando bem abaixo do esperado, é claro, mas ainda assim positivo e não no vermelho (queda livre).

Construção civil movida pela procura de moradias


Dados recentes divulgados mostram que o brasileiro que ainda não possui um imóvel quer o seu o quanto antes, 38% dos entrevistados em uma pesquisa de órgãos ligados ao setor imobiliário declararam que querem adquirir um imóvel no próximos meses, para muitos esse sonho foi adiado por causa da crise causada pela pandemia, para outros houve “enxurradas” de oportunidades com pessoas querendo vender propriedades para se manter na crise ou manter seus negócios funcionado.

A pesquisa também apontou que 88% dos entrevistados desejam comprar uma imóvel para moradia, para sair do aluguel ou ter sua independência, saindo da casa dos seus pais ou dos parentes. Mesmo com a crise o brasileiro continua com seus planos que, agora, podem ser barrados apenas nas agências bancárias, atulhadas de pedidos de empréstimos e saques de auxílio emergencial. Reina, mais do que nunca, a burocracia.

Aluguéis em queda em 2020


Aqueles que compraram para alugar se viram frustrados em 2020. Em muitos casos as imobiliárias tiveram que entrar em acordo com o inquilino e o proprietário, para que este concordasse em baixar o valor do aluguel para não perder o inquilino, visto que muitos perderam sua renda totalmente, alguns tiveram suas jornadas de trabalho reduzida ou ficaram no seguro desemprego.

O cenário, antes da crise, apontava que os aluguéis teriam novo aumento nesse ano com o fortalecimento da economia. Mas a pandemia respingou problemas para todos os lados, para quem vive de aluguel de seus imóveis houve uma baixa na arrecadação significativa.

Aluguéis serão mais rentáveis nos próximos anos


Mas nem tudo é prejuízo para quem investe em imóveis para sobreviver deles, embora a construção civil siga em alta com a construção de residências para as famílias saírem do aluguel, a tendência para os próximos anos é que cada vez mais pessoas, principalmente os jovens, aluguem ao invés de comprar.

Trata-se de uma mudança geracional, que deve ocasionar o aumento da demanda e abrir mais janelas de oportunidade para quem quer ganhar dinheiro com locação de imóveis, então a resposta para quem tem um imóvel e quer alugá-lo é sim, o mercado estará favorável daqui alguns anos, após a retomada da economia que o Covid-19 atropelou.

Comprando com responsabilidade


Mas nem tudo é crise! Como vimos a construção civil segue muito bem obrigado, por isso, para você que já tinha planos de realizar o seu sonho da casa própria fique atento nessas dicas.

Antes de fechar negócio e comprar um imóvel é preciso tomar alguns cuidados para que a situação não acabe se tornando um fardo pesado, que irá te tirar o sono. Afinal de contas é um investimento em que, na maioria das vezes, você e qualquer outra pessoa esperou anos para fazer, juntou dinheiro, trabalhou muito e pretende passar muitos anos felizes no imóvel, que também na maioria dos casos, acaba sendo financiado em muitas prestações.

Por isso decidimos te dar um help e mostrar algumas regras básicas que valem para você que está na lista de brasileiros que não veem a hora de fechar negócio em imóvel.

  • Fique atento em questões como a localização, você não vai querer morar próximo a um local perigoso ou insalubre, procure estudar bem a história do local, conversar com vizinhos é sempre válido nesses casos.
  • Veja de perto a estrutura do empreendimento, lembre-se da máxima: “o barato sai caro!” E na maioria das vezes é verdade, se o empreendimento ainda não estiver pronto, tente visitar obras da construtora, também é válido conversar com moradores dessas residências ou condomínios, para saber se a estrutura realmente é boa.  
  • Revise sempre a documentação, veja se ela está em ordem, vale também outra máxima: “haja com a razão, não só com a emoção!”
  • Aproveite a concorrência entre os bancos, que são muitos por sinal, aproveita todo esse leque de ofertas e oportunidades para comparar as taxas do financiamento imobiliário, e ver qual se enquadra melhor na sua realidade, vale também destacar o atendimento nesses casos.

Construção civil ainda precisa de mão de obra


Como vimos o ano de 2020 tem se mostrado um período singular na história da humanidade e esse ano tem gerado várias situações diversas no segmento da construção civil. Mas uma coisa é certa, ainda é preciso de mão de obra qualificada, pra ontem!

Para quem está desempregado por causa da pandemia saiba que o setor da construção civil, como já reforçamos, foi um dos que não pararam mesmo na crise. Pode ser uma oportunidade para você encarar novos desafios e garantir uma boa renda mesmo na crise.

Atualmente o que não faltam são opções de cursos para quem quer aprender mais sobre a área, listamos o Instituto Mix como umas das instituições de cursos profissionalizante que oferecem muitas possibilidades nessa área.  

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Gestão de Mídias: jovem une tecnologia e evangelização

Quando falamos de internet, ela pode ter muitas funcionalidades e ser usada para os mais variados fins. E para "administrar" todas essas possibilidades, a profissão de gestão de mídias tem despontado como um trabalho cada vez mais necessário no mercado. As empresas que ainda não estão nas redes, não estão ...

Salário emocional: como está o seu?

Quando você é colaborador em uma empresa o salário pode fazer a diferença na sua autoestima, no rendimento do seu trabalho, no ânimo de forma geral de como você realiza a sua atividade. Mas não estamos falando somente de salário "financeiro", nosso foco neste artigo é um outro tipo de ...