VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

O melhor massagista de Uberlândia!

O primeiro contato do Luiz Mauro com a profissão de massagista foi há mais de 20 anos, desde então ele não parou mais de atuar na área. Gostou tanto da atividade que buscou mais informações e conhecimento sobre como ele poderia melhorar suas técnicas de massagem.

Tanto empenho e tanta dedicação atuando como massagista de vários times de futebol, lhe renderam uma merecida homenagem. Um título de Melhor Massagista de Uberlândia o que, definitivamente, é algo muito significativo.

Afinal de contas Uberlândia é, nada mais nada menos, que a segunda maior cidade do estado de Minas Gerais com quase 900 mil habitantes, ficando atrás somente da capital, Belo Horizonte. Ser reconhecido em meio a tantos profissionais em uma cidade altamente competitiva é uma grande vitória na carreira profissional.

A possibilidade de ser massagista


Luiz Mauro teve o primeiro contato com a função de massagista quando foi dar apoio a um time de futebol lá em 1999. Os profissionais ligados as técnicas de massagem são fundamentais para os times. Afinal de contas os jogadores realizam grandes esforços musculares, podem acontecer torções e pancadas durante uma partida, e a assistência de uma boa equipe médica é fundamental para o atleta.

Isso inclui, principalmente, os massagistas. Quanto melhores os profissionais de massagem, mais disputados entre os times e os jogadores eles serão, pois melhor será a recuperação dos atletas. Ele conta que com o passar do tempo ele foi pegando o gosto pela atividade.

“Fui aperfeiçoando as técnicas de massagem conforme ia atuando na profissão. Até que eu me efetivei no cargo de massagista do time e com o passar do tempo continuei a evolução profissional, inclusive trabalhando em outros times, mais profissionais. Na época não havia outros massagistas e geralmente quem fazia essa atividade era quem entregava água para os jogadores, gente sem um conhecimento mais aprofundado”, explica Luiz Mauro.

Vontade de ir além


Ele conta que aproveitava as oportunidades para conversar com outros massagistas de times profissionais sempre que tinha a oportunidade. “Eu sempre fui muito proativo, curioso, e quando eu tinha as oportunidades de “trocar uma ideia” e aprender com outros profissionais, eu aproveitava”, conta o massagista.  

Com conhecimento prático e informações colhidas aqui e acolá com outros colegas, Luiz Mauro ainda não se dava por satisfeito. Faltava algo há mais para ele se tornar um profissional completo.

“Um colega, que eu havia conhecido quando a gente tinha trabalhado juntos em um dos times profissionais da cidade, comentou comigo que ele havia feito um curso de Massagem Profissional em uma escola profissionalizante muito boa (o Instituto Mix de Profissões), só que na época estava muito difícil investir em um curso porque eu fiquei desempregado, nosso time foi desclassificado. Mas eu liguei para ter mais informações, aí eles ficaram me ligando, entrando em contato comigo para eu fazer o curso. Até que um dia deu certo, surgiu a oportunidade de eu fazer o curso, e tudo mudou para melhor”, enfatiza Luiz Mauro.  

A visão de entender a importância da qualificação


Como massagista Luiz Mauro já era muito bom. Mas ele sabia que poderia aprender muito mais investindo em educação. “Fez muita diferença para mim e para meu trabalho o curso, porque eu tinha só a prática, não tinha a teoria. O cliente gosta de ver o certificado na parede, passa mais segurança para ele, os clientes querer ver que você tem uma profissionalização, uma especialização daquilo que você está fazendo. O mercado quer profissionais qualificados, isso é fato”, enfatiza Luiz Mauro.

O mercado da massoterapia


O Luiz Mauro explica que, no caso dele, o amor pela profissão está ligado a paixão pelo futebol. “Hoje as massagens que eu realizo são voltadas para o mundo esportivo. Mas atendo também fora deste âmbito, as que os cliente mais pedem quando atendo fora do esporte são as massagens relaxantes. Muitos pacientes convivem com dores musculares por causa do estresse em regiões como a lombar, nos ombros, essas áreas são as mais afetadas pelo estresse do dia a dia”, conta ele.

Ele destaca ainda que é preciso gostar do contato humano e que há sim muito mercado para quem deseja atuar como massoterapeuta. “Quem quiser estudar e investir nessa área, eu costumo dizer que é a profissão do futuro. Até as crianças têm dores atualmente. Então massagens são um ótimo meio de melhorar o condicionamento físico de todas as faixas etárias de uma forma menos invasiva. Eu já sabia, antes de estudar, que haveria muito trabalho nesse segmento”, conta ele.

O merecido reconhecimento como massagista


Quem não gosta de ser elogiado pelo seu trabalho, não é mesmo? Principalmente quando aquilo que você faz está envolto de muita paixão e amor pela profissão. Foi assim com o Luiz Mauro quando ele recebeu a notícia que tinha sido o escolhido, entre todos os massoterapeutas de Uberlândia, como o melhor da cidade.




“Foi uma emoção muito grande. Todo mundo trabalha para seu trabalho ser reconhecido, então ser eleito o melhor de Uberlândia foi o ápice da minha carreira. Agradeço muito a Garra Esporte pela indicação e a premiação e a todos os treinadores, profissionais envolvidos e os presidentes dos times que votaram no meu nome, é algo motivador e que causa muita alegria quando você é reconhecido. Esse prêmio dedico também a minha esposa, meu filho e toda minha família, em especial meus eternos mestres Vicente e Zezinho Damas, e as instrutoras de Massagem Profissional do Instituto Mix de Uberlândia”, conclui Luiz Mauro.
 
Saiba mais sobre outros profissionais que venceram na carreira aqui, e veja que tudo é possível com garra, determinação e muito estudo.

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Gestão de Mídias: jovem une tecnologia e evangelização

Quando falamos de internet, ela pode ter muitas funcionalidades e ser usada para os mais variados fins. E para "administrar" todas essas possibilidades, a profissão de gestão de mídias tem despontado como um trabalho cada vez mais necessário no mercado. As empresas que ainda não estão nas redes, não estão ...

Salário emocional: como está o seu?

Quando você é colaborador em uma empresa o salário pode fazer a diferença na sua autoestima, no rendimento do seu trabalho, no ânimo de forma geral de como você realiza a sua atividade. Mas não estamos falando somente de salário "financeiro", nosso foco neste artigo é um outro tipo de ...