VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Pessoas difíceis: como lidar?

Um dos piores problemas atualmente no ambiente de trabalho, tem sido colaborar com pessoas difíceis, aquelas pessoas que possuem crenças e valores opostos ao seu e que, devido a muitos fatores, você não simpatiza. Durante a nossa vida, nós nos relacionamos com inúmeras pessoas e devido as diferentes personalidades existentes, nem sempre isso é uma tarefa fácil.

Existem indivíduos extrovertidos, calmos, atentos, alegres, tímidos, agressivos, entre tantas outras características, ou seja, o mundo é composto por seres humanos com crenças, valores e experiências diversas. Por conta das diferentes personalidades que existem, é normal em algum momento, seja em casa, no trabalho, na escola, na vizinhança ou em um relacionamento, nos deparamos com pessoas difíceis, que não combinam com as nossas opiniões e valores.

Importante manter a cabeça no lugar!


Quem nunca perdeu a paciência com as atitudes de alguém? Cada um possui sua história de vida, o que provoca reações diferentes em cada situação. Porém, levando em conta que mesmo sendo conturbado ter que lidar com certos tipos de personalidades e que ninguém é descartável, é muito importante adotar estratégias para lidar com indivíduos assim no dia-a-dia e então, construir relações pacíficas e saudáveis.

O grande problema é quando a outra parte espera que você aja do jeito ela quer. Saber como lidar com pessoas difíceis realmente não é uma tarefa fácil. Afinal, elas estão sempre dificultando o andamento das coisas, reclamam o tempo todo e colocam a culpa dos problemas nos outros. Todos concordam que esses comportamentos são irritantes, mas bater de frente não é a solução.

Convivendo com essas personalidades


Conviver com pessoas difíceis requer se colocar no lugar do outro e entender o motivo pelo qual ele age assim e é, também, esforço e compreensão. Em geral, as pessoas difíceis não têm noção de que suas atitudes irritam os outros. Para lidar da melhor forma possível com essa situação, entenda um pouco mais sobre o comportamento delas.

Comportamento de pessoas difíceis


O que caracteriza uma pessoa difícil é a maneira como ela enxerga e encara o mundo, as situações e os outros indivíduos. Veja as características de pessoas difíceis:

  • São inflexíveis, pois não buscam entender as coisas;
  • Gostam de impor ideias, opiniões e exigências;
  • Veem dificuldade até nas situações mais simples;
  • Estão constantemente reclamando de algo;
  • Fazem críticas destrutivas;
  • Transferem a culpa dos seus erros e frustrações para os outros;
  • São agressivas e intimadoras;
  • Não levam em consideração os sentimentos e necessidades do próximo;
  • Têm dificuldade para se relacionar;
  • Possuem altos níveis de ansiedade;
  • Abusam do poder;
  • Julgam de forma constante;
  • Veem no erro do outro, a oportunidade de tirar vantagem;
  • Não recebem bem feedbacks;
  • São pessimistas;
  • Perdem com facilidade o autocontrole;
  • Têm problema com autoimagem;
  • Não conseguem tomar decisões de forma rápida;
  • Hesitam em assumir a responsabilidade dos seus atos;
  • Sugam a energia das pessoas a sua volta;
  • São altamente intolerantes;
  • Têm bloqueio para receber ordens e regras;
  • Não possuem inteligência emocional.

Dicas de como lidar com pessoas difíceis


Por mais que pareça absurdo, o segredo para aprender a lidar com pessoas difíceis é tentar compreender por que elas têm essa postura. Atacar a origem do problema é agir de forma racional e evitar conflitos que prejudiquem o relacionamento com essas pessoas. Essa atitude também ajuda a manter os seus dias mais harmônicos e leves.

Sua felicidade em primeiro lugar


Como visto, uma das características de uma pessoa difícil, é provocar discussões e causar polêmica. Por conta disso, busque em primeiro lugar, ser feliz. Não deixe que toda a negatividade e agressividade te atinja, concentre-se em você, nas suas boas qualidades, naquilo que te faz bem e não assuma uma responsabilidade que não é sua.

Entenda os seus limites


Você não tem controle sobre os atos dos outros, mas pode escolher como se comportará nas mais diversas situações. Busque o autoconhecimento para entender os seus limites e saber como reagirá às atitudes das pessoas difíceis.

Com esse plano de ação, você poderá encerrar o assunto quando elas fizerem algo que não aceita ou que tomem proporções incontroláveis. Mas seja afetuoso e não acuse a outra parte como errada. Utilize esse momento para mostrar seus valores e domínio próprio e deixe claro as regras do relacionamento entre vocês.

Promova reflexões


Gere perguntas à pessoa e faça com que ela reflita sobre o seu comportamento e sobre as situações. Além de fazê-la olhar para si e sobre seus atos, você também a encoraja a mudar de forma positiva. Perguntas como: Por que você está tão agressivo? Qual é o problema? O que te deixou tão ansioso? Essas perguntas podem ser um bom começo para gerar reflexões no coleguinha.

Não caia nas provocações de pessoas difíceis


Saber como lidar com pessoas difíceis envolve respirar fundo para não cair nas provocações que elas causam frequentemente. Argumentar ou explicar seu ponto de vista pode não surtir efeitos positivos.

Muito pelo contrário: seus comentários podem causar contra argumentações que certamente terminarão em situações desagradáveis. Nesses momentos, atente-se à forma como está conduzindo o diálogo e evite discutir, para assim, não entrar na frequência da pessoa e ter a sua energia sugada.

Desenvolva seu autoconhecimento


Antes de entender e se relacionar com o outro, é importante que você se conheça. Isso quer dizer que você precisa desenvolver sua inteligência emocional, gerenciar seus sentimentos e níveis de estresse, conhecer suas qualidades, seus pontos de melhoria, quais são suas inseguranças, expectativas, limitações, etc. Só se compreendendo você será capaz de compreender o outro.

Tenha empatia


Essa é uma dica muito importante! Para lidar e conviver com uma pessoa difícil, o caminho menos conturbado é o da empatia, ou seja, o ato de se colocar no lugar do outro e assim, auxiliá-lo para que ele consiga realizar mudanças positivas em relação as suas ações e comportamentos, pois a empatia permite que haja abertura e conexão.

Ao invés de julgarmos apenas o comportamento dos outros, também precisamos olhar para as nossas atitudes. Será que você não é uma pessoa difícil de se conviver? A autoavaliação ajuda a não cometer com os outros aquilo que não gosta que façam com você.

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Gestão de Mídias: jovem une tecnologia e evangelização

Quando falamos de internet, ela pode ter muitas funcionalidades e ser usada para os mais variados fins. E para "administrar" todas essas possibilidades, a profissão de gestão de mídias tem despontado como um trabalho cada vez mais necessário no mercado. As empresas que ainda não estão nas redes, não estão ...

Salário emocional: como está o seu?

Quando você é colaborador em uma empresa o salário pode fazer a diferença na sua autoestima, no rendimento do seu trabalho, no ânimo de forma geral de como você realiza a sua atividade. Mas não estamos falando somente de salário "financeiro", nosso foco neste artigo é um outro tipo de ...