VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Cartão de crédito: como evitar endividamentos

O cartão de crédito se transformou em um item indispensável no dia a dia de muitos brasileiros. Práticos, seguros e bastante convenientes, eles oferecem aos consumidores uma série de vantagens, mas também pode trazer outras tantas desvantagens caso seja usado de maneira incorreta.

E foi pensando em ajudar você a utilizar seu cartão de crédito com consciência e de maneira saudável, evitando dores de cabeça desnecessárias, que produzimos o artigo de hoje. 

Cartão de crédito é mocinho ou vilão?


Pagar despesas e compras mensais ou adquirir itens parcelados no cartão de crédito é um hábito comum entre milhões de brasileiros. Afinal de contas, já faz parte do nosso cotidiano comprar determinados produtos ou serviços com cartão, que normalmente poderão ser pagos somente daqui a alguns dias, ou até semanas, dependendo da data da compra e vencimento do seu cartão de crédito.

Apesar desta e de muitas outras facilidades, como programas de benefícios, descontos em lojas parceiras, ou até a devolução de parte do valor pago na fatura mensal, que o cartão de crédito nos oferece, é preciso ficar atento para que o mocinho não se torne, de repente, um grande vilão do seu planejamento financeiro.

Você sabia que, segundo uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que 4 em cada 10 brasileiros não têm qualquer controle dos seus gastos no cartão de crédito? O resultado do levantamento é alarmante, uma vez que mostra que os consumidores podem estar cada vez mais próximos de caírem em uma grande cilada e se endividarem por conta do mau uso do cartão. E quanto mais cartões, mais “corda para se enforcar”. 

Para fugir de qualquer problema envolvendo o cartão de crédito, no entanto, basta que o consumidor siga algumas dicas simples que, somadas, podem ajudar qualquer um a manter as finanças em dia e a não perder o controle quanto ao uso do cartão. Leia a seguir 6 dicas e aprenda a utilizar esta modalidade de pagamento tão popular no Brasil de maneira saudável e controlada!

1 – Organize suas finanças


A primeira dica para não ter problemas com o cartão de crédito é manter sua organização financeira em dia. Infelizmente os brasileiros ainda não mantêm o hábito de planejar e organizar as finanças, tarefa fundamental para quem não cair na cilada do cartão de crédito.

Para controlar as finanças todos os meses vale utilizar ferramentas on-line de controle financeiro, ou até mesmo utilizar a velha técnica do papel e caneta. Mantenha o hábito de anotar todos os seus ganhos e gastos mensais, inclusive as despesas com o cartão de crédito, para que você consiga visualizar de maneira clara o fluxo do dinheiro que entra e sai da sua conta.
Esta organização financeira é fundamental para quem não deseja gastar mais do que pode no cartão de crédito. Saber o que você pode ou não comprar sem se endividar é imprescindível para manter a fatura do cartão sempre em dia.

Tente ainda colocar no papel todo o valor a ser pago nas próximas faturas, bem como colocar no papel tudo o que você deve. Muita gente teme ver os números totais das dívidas que possuem. Mas só dessa forma será possível ter uma noção clara do montante devido e como organizar os seus passos financeiros dali pra frente. 

2 – Controle os gastos no cartão de crédito 


Controlar os seus gastos no cartão de crédito também faz parte de um bom planejamento financeiro. É preciso, no entanto, que este controle seja levado à risca pelo consumidor, pois a ansiedade ou entusiasmo gerado pela possibilidade de compra de um item, por exemplo, pode nos deixar endividados por um longo período. Cuidado com as compras guiadas pela emoção, e não pela razão.

Para fugir das ciladas do cartão de crédito e não perder o controle é preciso ir além da organização financeira: é preciso saber o momento de realizar ou não determinada compra, seja à vista ou parcelado, para não comprometer suas finanças.

Procure controlar os seus gastos parcelados ou à vista no cartão de crédito e verifique com frequência a situação do seu cartão. Um bom controle dos gastos no cartão de crédito pode ajudar você a identificar quando vale a pena efetuar ou não determinada compra, a fim de evitar não somente o estouro do limite do cartão, mas também do limite do seu orçamento mensal e planejamento financeiro.

Outra dica é, sempre que possível, evitar o parcelamento da fatura, que irá acumular juros na próxima fatura e você pode entrar em um ciclo vicioso de reparcelamentos, aumentando juros sobre juros. 

3 – Prefira o pagamento à vista


O pagamento à vista quase sempre é a melhor opção para quem não quer se endividar ou perder o controle dos gastos no cartão de crédito. Além de permitir a quitação imediata de determinada compra, o pagamento à vista permite ao consumidor negociar descontos na hora de adquirir um produto ou serviço, que costumam ser sempre mais atrativos para quem está disposto a pagar à vista.

Apesar disso, existem situações nas quais o pagamento parcelado também pode valer a pena, como em uma liquidação, por exemplo. Porém, até mesmo nestas situações, o consumidor deve ter atenção máxima ao limite do seu cartão e ao seu próprio planejamento financeiro.

4 – Cuidado com as compras por impulso!


As compras por impulso, guiadas pela emoção, como já mencionamos, costumam ser as piores vilãs de quem possui cartão de crédito e costuma utilizá-lo com frequência. Por isso, é preciso ficar atento a estes impulsos para não perder o controle.

Antes de efetivar determinada compra, pergunte-se se a aquisição, de fato, possui alguma necessidade ou se você está apenas tentado a comprar um produto ou serviço do qual não precisa ou, muitas vezes, possui interesse genuíno.

Saber a hora de comprar e aproveitar uma oportunidade de adquirir um produto ou serviço utilizando o cartão de crédito e o momento de declinar a uma “oferta tentadora” pode fazer uma grande diferença no final do mês.

5 – Negocie a anuidade


Muitos consumidores não sabem, mas é possível negociar a anuidade do cartão de crédito com a administradora. Se você é um cliente fiel e paga suas faturas sempre em dia, as chances de conseguir bons descontos na anuidade do cartão são ainda maiores.

Antes de pagar a fatura que traz uma anuidade reajustada, por exemplo, entre em contato com a operadora do cartão e tente negociar valores. Muitas vezes, é possível conquistar excelentes descontos, ou até mesmo a isenção da anuidade.

Este simples hábito de brigar por descontos na anuidade do cartão de crédito pode representar em uma grande economia para o consumidor no médio e longo prazo!

Sem falar que, atualmente, o que mais existem são bancos digitais que oferecem cartões de crédito sem nenhuma anuidade, você só paga o que você gasta. Mas, mais fácil que abrir uma conta em um banco digital e conseguir crédito, é se afundar em dívidas nesses mesmos cartões, portanto muito cuidado com eles!

6 – Mantenha uma reserva financeira


A reserva financeira também costuma ser negligenciada pelos consumidores brasileiros, embora seja ela uma das principais responsáveis por evitar grandes desastres envolvendo o cartão de crédito em situações emergenciais.

Imagine que você está programando pagar a fatura do seu cartão de crédito em alguns dias e, de repente, surgem custos inesperados de manutenção do seu carro, médico, uma reforma inesperada, entre outras emergências. Se você não tiver uma reserva financeira, por exemplo, talvez precisará utilizar o dinheiro que estava separado para o pagamento da fatura para quitar os custos de manutenção do seu veículo ou os outros exemplos.

O resultado disso pode ser a incidência de juros altíssimos na fatura do cartão por conta de um possível atraso, ou não pagamento, das despesas vencidas no mês. Uma situação como esta pode levar o consumidor a um endividamento progressivo, que se acumula ao longo dos meses e torna-se uma imensa bola de neve! 

Cursos podem ajudar a controlar o uso cartão de crédito


Se você quer começar a melhorar a administração do seu dinheiro, suas finanças como um todo, saiba que um curso profissionalizante pode ser a saída que você tanto queria. Nele você aprenderá de forma dinâmica e atual como melhorar a administração de suas finanças, como um curso de Técnicas Administrativas ou o curso on-line Administração Expert

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Gestão de Mídias: jovem une tecnologia e evangelização

Quando falamos de internet, ela pode ter muitas funcionalidades e ser usada para os mais variados fins. E para "administrar" todas essas possibilidades, a profissão de gestão de mídias tem despontado como um trabalho cada vez mais necessário no mercado. As empresas que ainda não estão nas redes, não estão ...

Salário emocional: como está o seu?

Quando você é colaborador em uma empresa o salário pode fazer a diferença na sua autoestima, no rendimento do seu trabalho, no ânimo de forma geral de como você realiza a sua atividade. Mas não estamos falando somente de salário "financeiro", nosso foco neste artigo é um outro tipo de ...