VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Verão: dicas para driblar o calor

Este verão será atípico para os países tropicais. Bem mais quentes que os de outras regiões, viver em determinados ambientes sem a ajuda do bem-aventurado ar condicionado, em pleno verão, será desafiador. Mas acredite, há soluções para diminuir a sensação de calor em casa nos dias mais quentes da estação e poupar o uso do ar condicionado neste verão.

Primeiramente, nós lembramos que usar o ar condicionado na atual situação em que se encontra o Brasil (na pandemia) e outras centenas de países, não é recomendado pela Organização Mundial da Saúde. Claro que não é proibido, mas não é recomendado, vai do bom senso. Inclusive há mais informações sobre o uso do ar na pandemia neste artigo.

Sem a recomendação de utilizar o ar condicionado no verão, listamos algumas alternativas para ajudar a amenizar o calor na sua residência.

No verão aproveite para trocar as lâmpadas incandescentes


Se a sensação térmica já é de estar assando lentamente em um forno, por que deixar o ambiente ainda mais quente? Para produzir luz, as lâmpadas incandescentes, o nome já diz, produzem também calor. Ainda hoje há muitos locais que utilizam esse tipo de lâmpada, seja pelo preço ou em ambientes especiais para gerar uma estética especial.

Substituí-las por modelos fluorescentes, as lâmpadas eletrônicas, ou as de LED, são as alternativas mais sensatas. Você, além de refrescar a casa, vai aliviar o seu bolso, gastando menos energia elétrica. Elas são mais caras, é verdade, mas consomem menos energia e duram bem mais tempo que as “queimadeirinhas” lâmpadas incandescentes.  

Use e abuse de tecidos e cores leves no verão


Se o revestimento do sofá ou da poltrona é quente, como veludo, ou não absorve o suor, como o couro, o ideal é cobri-lo com uma capa ou manta feita de material mais leve e agradável ao tato, como o algodão ou seda, bem mais refrescantes.

Paredes e cortinas brancas refletem mais do que absorvem luz. Sozinhas, não refrescam o ambiente, mas ao menos evitam que ele esquente ainda mais.

Cuide com a entrada de luz no verão, ela esquenta o ambiente


O ideal é que as cortinas sejam leves e vazadas, para que a tão esperada brisinha entre mais facilmente. Nos cômodos em que o sol incide diretamente, feche com cortinas de blecaute. O ideal é que a parte virada para fora seja branca, assim, a luz não é absorvida na forma de calor.

Outra solução é colar uma película reflexiva no vidro, como as usadas nos carros. O sol bate e volta. Para locais sem insolação direta, uma estratégia para refrescar o ambiente é deixar o vento que vem do exterior passar por um lençol claro e úmido na janela e mantê-la aberta. Ao passar pelo lençol, o ar quente é resfriado. Legal não é mesmo? Além de ajudar a umidificar o ambiente. 

Ventiladores são “menos vilões” que o ar condicionado na pandemia


Para se manter um ar refrescado no ambiente, com o uso do ar condicionado, é preciso que todos os ambientes estejam fechados. Portas e janelas. Isso para melhorar a eficiência do equipamento e para você não rasgar dinheiro, já que se deixar tudo aberto, além de não refrescar, o aparelho vai trabalhar dobrado e “sugar” energia elétrica sem parar.

Os ventiladores, por outro lado, não esfriam o ambiente, mas fazem circular o ar. Movendo correntes de ar de um lado para o outro e ajudando a renovar o ar do ambiente, algo extremamente necessário em plena pandemia.

Ao anoitecer, quando a temperatura externa costuma ser menor que a interna, o aparelho pode ser colocado de frente para a janela, com a parte dianteira apontada para o lado de fora. Assim, ele empurra o ar quente para fora e traz o ar mais frio para dentro. Garanto que irá ajudar a refrescar a sua casa ou apartamento.

Na falta de um ar-condicionado, o jeito então é “turbinar” o ventilador. Deixe-o voltado para as pessoas e ponha uma tigela com gelo ou uma garrafa d’água na frente dele. O vento vai difundir o ar gelado. Porém, muito cuidado para que o gelo não entre em contato com o fio, e faça você causar um curto circuito ou algo pior! Cuidado com crianças e animais de estimação.

A água é a principal aliada no verão, então use-a bastante!


Espalhar bacias d’água pela casa funciona de verdade. A água evapora, deixa o ar mais úmido e torna a respiração mais confortável. Elas podem ficar embaixo da cama, para evitar acidentes. Troque a água diariamente, não vai querer transformá-las em criadouro do mosquito da dengue, certo?

Uma opção mais bonita às bacias d’água são as fontes. A maioria delas funciona com eletricidade e não há necessidade de instalação, basta comprar e ligar. Pequenas fontes d’água refrescam o ambiente, criando um microclima mais agradável. Além disso, elas promovem o relaxamento.

No quarto de dormir, para deixar a cama mais confortável, prefira lençóis e fronhas com 100% algodão. Cobrir-se com toalha molhada ou fazer compressas com gelo artificial pode provocar resfriados, e não queremos isso agora, não é mesmo? O melhor é congelar por duas horas uma porção de arroz dentro de uma meia de algodão e colocá-la entre os lençóis. O arroz retém o frio por bastante tempo e não molha o colchão, dica bacana essa não?

Que tal um cantinho verde na sua casa?


Plantas dentro de casa também ajudam a baixar a temperatura. Conforme você rega a planta, ela transpira o excesso d’água, o que sobra depois da fotossíntese. Quando há várias plantas juntas, o ambiente fica mais fresco.

Funciona tanto com vasos distribuídos pela casa, quanto concentrados num único canto. Se o morador optar por fazer a “área verde” perto da janela, deve escolher plantas que gostam de muita luz, como orquídea, fícus, ráfis, espada-de-são-jorge, filodendro, lírio da paz, samambaia e dracena.



Outra opção é usar plantas que vivem apenas com água (sem terra), como o singônio. Preencha o vaso com pedrinhas, como ametista ou argila expandida. Para ficar ainda mais bonito, recorra a um gel especial para jardinagem, que vem em várias cores. Ele permite a evaporação da água, mas impede que sejam formados criadouros do mosquito da dengue.

Viu gente, com dicas simples é possível tentar driblar o calorão do verão e deixar, ao menos um pouco, o ar condicionado de lado neste verão de pandemia de Covid-19.

Manutenção e prevenção!


Com o uso mais restringido do aparelho de ar condicionado, é sempre importante você aproveitar para dar aquela “geralzona” no aparelho. Afinal você deve fazer uma limpeza (manutenção) no aparelho pelo menos uma vez por ano.

Caso contrário o acumulo de pó, sujeiras e detritos, podem entupir e reduzir o desemprenho do ar no em pleno verão. Mas lembre-se: é fundamental que um técnico qualificado mexa no equipamento, para não haver danos e riscos a sua segurança.

Se você quiser aprender a mexer no seu ar, ou tornar a instalação e manutenção de ar condicionado uma fonte de renda extra, separamos esse curso para você investir e ter retorno imediato.

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Cursos livres: 4 vantagens de investir em profissionalização!

Investir em cursos livres pode ser uma boa oportunidade para quem precisa se recolocar no mercado de trabalho ou começar uma profissão do zero. De fato, esse tipo de experiência de ensino faz muita diferença na formação de bons profissionais que enxergam além das opções tradicionais do mercado.Durante a dinâmica ...

De catador de latinhas a um dos mais importantes empresários do Brasil

A história de vida e a trajetória profissional de um dos empresários e palestrantes mais bem sucedidos do Brasil, nos surpreende pela sua capacidade de superação, a leveza com que se comunica com as outras pessoas e pelo sentimento constante que o envolve: gratidão!Geraldo Rufino, 63 anos, é proprietário da ...