VOCÊ EMPREENDEDOR / NOTÍCIA

Construção civil volta com tudo em 2021

Depois de um ano de retração por causa da pandemia do novo coronavírus, a construção civil deverá ter, em 2021, o maior crescimento para o setor em oito anos, segundo projeções divulgadas pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic). O Produto Interno Bruto (PIB) do segmento da construção civil deve avançar mais de 4% neste ano, depois de recuar 2,8% em 2020.

Caso a estimativa se confirme, essa será a maior expansão para a construção civil desde 2013, quando o setor tinha crescido 4,5%. O setor deverá ter desempenho melhor que o restante da economia. Segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o PIB brasileiro de 2021 poderá crescer até 3,2%, reflexos da retomada da economia depois do apagão em 2020.

Apesar dos números ainda há muitos desafios


Apesar das boas expectativas, haverá muitas dificuldades a serem enfrentadas pelo caminho. Além disso, o encarecimento de matérias primas e o desabastecimento de alguns insumos podem prejudicar a recuperação do setor, que, caso contrário, poderia se destacar ainda mais.

O custo de materiais e equipamentos dentro do Índice Nacional da Construção Civil (INCC), índice que mede a inflação no setor, registrou alta de 17,72% de janeiro a novembro. Esse foi o maior encarecimento desde o Plano Real. Os preços dos insumos, segundo os dados, começaram a disparar no fim do primeiro semestre de 2020. De janeiro a maio, os custos subiram 2,75%, mas acumularam alta de 14,58% de junho a novembro do ano passado.

Construção civil corre contra o tempo para voltar a ativa! 


Segundo a Cbic, a pressão de insumos como cimento, cabos de aço e tubos de PVC sobre a construção civil impacta os novos contratos, podendo resultar em obras mais caras e atrasos no cronograma. Porém, ainda assim, deve ser um ano de retomada do setor depois do tombo em 2020. 

Previsões para construção civil no início da pandemia


No início da pandemia da covid-19, a Cbic chegou a prever encolhimento de até 11% no PIB do setor. Contudo, ao chegar ao fim do ano com projeção de recuo de 2,8% e criação de 138,4 mil postos de trabalho acumulada até outubro, representa uma vitória da construção civil. O segmento liderou a criação de postos de trabalho em 11 estados e no Distrito Federal, de janeiro a outubro, e ficou em segundo lugar em sete estados.

No terceiro trimestre, a construção civil cresceu 5,6% em relação ao trimestre anterior, marcado pelo auge das restrições sociais provocadas pela pandemia. Apesar da expansão significativa, a Cbic observou que o nível de atividades do setor ainda está 4,5% abaixo do último trimestre de 2019 e acumula retração de 36% em relação ao pico observado no primeiro trimestre de 2014.

Hora de buscar qualificação na construção civil: agora!


Para você que almeja conseguir um emprego em um dos segmentos que mais empregam no Brasil, é bom correr! Com 14 milhões de desempregados, o que não faltam no mercado são profissionais altamente capacitados e com longa experiência na bagagem. E como você pode se destacar na multidão? Com cursos profissionalizantes! Eles são o segredo do sucesso, acredite!

Atualmente a demanda por mestre de obras cresce vertiginosamente, profissionais que entendam de novos padrões, conceitos e que saiba aliar teoria e prática, separamos este curso de uma das maiores e melhores redes de ensino profissionalizante do Brasil.

Além disso, a área de elétrica também segue em destaque na construção civil, bem como manutenção e instalação de ar condicionado. Separamos mais cursos da área que podem te ajudar a ingressar no mercado de trabalho.

← Voltar
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Carro ou coletivo: qual a melhor opção?

Todo mundo já pensou alguma vez na vida sobre o que vale mais a pena em termos de deslocamento: carro ou transporte público? Essa é uma pergunta difícil de ser respondida objetivamente, já que trata-se de uma opção envolvendo muitos fatores.Infelizmente, o transporte público brasileiro não possui o padrão de ...

Massagens: como ganhar dinheiro com elas?

Quando falamos de massagens, reforçamos que este é um mercado muito amplo e cheio de oportunidades. A primeira ideia que vem à mente é a massagem relaxante que alivia o estresse através de um tratamento terapêutico.Porém a massagem profissional vai muito além da massagem relaxante e para fins terapêuticos. Atualmente ...